29/10/2011

Algumas piadas IV

O GÊNIO
Um homem caminhava pela praia e tropeçou numa velha lâmpada. Esfregou-a, um gênio saltou lá de dentro e disse:
 - Você libertou-me da lâmpada, blá, blá, blá... esqueça aquela historia dos três desejos, você tem direito a um desejo apenas. Diga o que quer. 
O homem pensou por um instante depois disse: 
- Eu sempre quis ir ao Arquipélago de Fernando de Noronha , mas tenho medo de voar. De navio costumo ficar enjoado. Você poderia construir uma ponte até Fernando de Noronha para que eu pudesse ir de carro?  
O Gênio riu:
- Impossível, pense na logística do assunto. São ilhas oceânicas afastadas da costa como é que as colunas de sustentação poderiam chegar ao fundo do atlântico? Já pensou no trabalho pra fazer o licenciamento ambiental? Pense em quanto concreto armado, quanto aço, mão-de-obra... Não, De maneira alguma! A ponte não pode ser, pense em uma coisa mais razoável. 
O homem compreendeu e tentou pensar num desejo realmente bom. Finalmente disse: 
- Sabe, eu fui casado quatro vezes e quatro vezes me separei. Minhas esposas sempre disseram que eu não me importava com elas e que sou um insensível. Então meu desejo é poder compreender as mulheres... saber como elas se sentem por dentro, o que elas estão pensando quando não falam com a gente, saber porque é que estão chorando, saber o que elas realmente querem quando não dizem nada, saber como fazê-las realmente felizes! 
O Gênio respondeu:
- Vai querer a merda da ponte, com duas ou com quatro pistas??


O PADRE BÊBADO 
Um Padre estava em um comercinho e decidiu tomar algumas. Como ele não era muito experiente, logo foi ficando bêbado. De repente ele se lembrou da missa. Em vez de pegar o caderninho da igreja, pegou o caderninho de anotações do comércio. Chegando à igreja ele disse: 
- Eu vou falando e vocês vão repetindo. 
E ele disse: 
- Dois quilos de farinha... 
As freiras: 
- Rogai por nós.
Três quilos de arroz. 
As freiras: 
- Rogai por nós... 
Um metro e meio de linguiça. 
As freiras: 
- Deus tende piedade de nós...


CAVALHEIRISMO
Durante a aula de Boas Maneiras, diz a professora:  
- Carlos, se você estivesse namorando uma moça fina e educada e, durante o jantar, precisasse ir ao banheiro, o que diria? 
- Segura as pontas aí que eu vou dar uma mijadinha. 
- Isso seria uma grosseria, uma completa falta de educação. Fernandinho, como você diria?  
- Me desculpa, preciso ir ao banheiro, mas já volto. 
- Melhor, mas é desagradável mencionar o banheiro durante as refeições. E você, Joãozinho, seria capaz de usar sua imaginação para, ao menos uma vez, mostrar  boas maneiras?  
- Eu diria... minha princesa, peço licença para ausentar-me por um momento, pois vou estender a mão a um grande amigo que pretendo apresentar-lhe depois do jantar.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário